Software

Saiba como definir o Mínimo Produto Viável (MVP) e comece um projeto de software da forma correta

O desenvolvimento de um software é um processo que sempre gera algumas dúvidas. Dentre os principais questionamentos está o fato de não saber se o software será bem aceito pelos usuários, tendo em vista os possíveis riscos de se investir em um projeto que pode acabar não dando certo.

Mas a boa notícia é que existe a possibilidade de criar um software baseado no conceito de Mínimo Produto Viável (MVP), que servirá para testar e até mesmo aprimorar um projeto de software sem grandes riscos. E, pensando neste assunto, separamos a seguir algumas dicas para ajudar você a definir o Mínimo Produto Viável (MVP) para que possa começar da forma correta um projeto de software. Acompanhe!

Software na InCuca

Pense no escopo mínimo para o projeto

De maneira geral, para se criar um software baseado no conceito de Mínimo Produto Viável (MVP), é preciso focar apenas nas partes que entregam mais valor para o usuário final. Contudo, é preciso interpretar um software MVP de maneira correta, ou seja, a criação de um software baseado no Mínimo Produto Viável jamais deve ser um produto mal feito ou incompleto. Em outras palavras, o software não pode ser entregue cheio de falhas, na expectativa de que os usuários apontem os problemas e as possíveis melhorias, mas sim uma versão simplificada que, no entanto, é suficiente para resolver o problema no qual foi desenvolvido.

Abaixo listamos algumas das características de um software com conceito de Mínimo Produto Viável (MVP), que ajudarão você a pensar no escopo mínimo para o seu projeto:

  • Deve fornecer valor suficiente para os seus usuários;
  • Deve ser capaz de fornecer feedback para orientar o desenvolvimento futuro;
  • Deve conter apenas as funções essenciais para o seu lançamento e o aperfeiçoamento é programado posteriormente.

Aposte no modelo Canvas

Outro ponto importante para ajudar você a definir o Mínimo Produto Viável (MVP) em um projeto de software é optar pelo modelo Canvas. Caso você ainda não tenha tido contato com esse tipo de formato, o Canvas é uma ferramenta de planejamento estratégico que possibilita esboçar formas de negócios e pode ser facilmente adaptado a um projeto de software.

Ele é constituído basicamente de um mapa visual contendo nove partes. São elas:

Proposta de valor: o que o software a ser desenvolvido irá oferecer ao mercado e que realmente agregará valor para os clientes.
Segmento de clientes: quais segmentos de clientes serão o foco do software.
Canais: como o cliente terá acesso ao seu software.
Atividade-chave: quais são as atividades fundamentais para que o seu software entregue a proposta de valor.
Relacionamento com clientes: como o software irá se relacionar com cada segmento de cliente.
Recursos principais: quais são os recursos necessários para que o seu software realize a atividade-chave.
Parcerias principais: quais serão as atividades de terceiros e recursos a serem adquiridos fora da empresa para que o projeto seja realizado.
Fontes de receita: de que modo o software irá gerar receita com sua proposta de valor.
Estrutura de custos: quais são os custos necessários para que o projeto possa funcionar.

A partir do preenchimento de cada uma das partes do modelo Canvas é possível estruturar as informações fundamentais para definir o Mínimo Produto Viável (MVP) em um projeto de software.

Conte com uma equipe especializada

Outra importante dica que lhe ajudará a definir o Mínimo Produto Viável (MVP) no projeto de um software é contar com o apoio de uma equipe especializada. Ou seja, uma empresa de TI poderá ajudar nas definições do seu projeto de software sem deixar faltar partes essenciais no MVP.

Nós, da Incuca, por exemplo, somos especializados no desenvolvimento de softwares sob medida para pessoas, empresas e projetos. Portanto, se você pretende criar um software, mas deseja inicialmente conhecer a viabilidade e o nível de aceitação no mercado antes de fazer um investimento mais ousado, conte conosco para lhe apoiar na hora de definir o Mínimo Produto Viável (MVP) para começar da forma correta um projeto de software.

E você, pretende desenvolver um software baseado no conceito de Mínimo Produto Viável (MVP)? Conte com a Incuca!

Sobre o autor

Lucas Adiers Stefanello

CEO at InCuca. Construtor de ambientes de alta performance na internet. Apaixonado por tecnologia e comunicação é empreendedor e desenvolvedor WordPress desde suas primeiras versões em 2005, jornalista, analista de sistemas e de projetos digitais.

Deixe um comentário

Assine nossa newsletter

Não enviamos spans, apenas informações relavantes para melhorar seu ambiente virtual.

Assinatura realizada com sucesso!